PASSOS PARA CRIAR UMA HORTA COMUNITÁRIA

Muitas pessoas atualmente têm o desejo de cultivar o seu próprio alimento, permitindo com que ingredientes mais saudáveis estejam presentes na mesa e nas preparações.

Além do cultivo de alimentos e a jardinagem ser um prática terapêutica, ela permite produzir ingredientes muito mais saborosos, sendo que uma boa forma de adquiri isto é por meio de hortas comunitárias.

As hortas comunitárias são desenvolvidas através da utilização de locais públicos para produzir alimentos com o auxílio do trabalho voluntário e solidário da comunidade.

Ficou interessado? Então confira a seguir os passos para criar uma horta comunitária.

hortela
Imagem de Th G por Pixabay

Comer alimentos orgânicos e fresquinhos pode se tornar uma realidade mais próxima de você. A popularidade das hortas comunitárias só aumenta no Brasil e em outros países mundo.

É um ótimo meio para promover e estimular a agricultura orgânica, produzir alimentos saudáveis, colaborar com a estética de locais comuns, ajudar na educação das crianças e ainda por cima pode servir como uma atividade de lazer para a comunidade.

O QUE É UMA HORTA COMUNITÁRIA?

Uma horta quando produzida por uma única família, é denominada como horta doméstica. Já a horta comunitária, é produzida e mantida por um grupo de pessoas pertencentes a uma mesma comunidade.

Essas hortas são criadas em locais vagos onde se pode cultivar alimentos como alface, rúcula, tomate, cenoura, salsinha, espinafre e assim por diante, preferencialmente sem a adição de produtos químicos, obedecendo os princípios da agricultura orgânica.

Também podem ser cultivadas ervas medicinais como boldo, que é utilizada para problemas hepáticos e sálvia, que auxilia no combate a febre.

Além de ser uma atividade muito prazerosa, isto permite uma maior união de todos da comunidade.

Em bairros da periferia, as hortas comunitárias inclusive podem dar novas oportunidades para jovens que estejam envolvidos com drogas ou com o crime, criando maior vínculo entre eles e as suas famílias além de mantê-los longe de atividades ilícitas.

Por ter apresentar diversas vantagens como combate ao crime e a fome, atuar como um meio de renda adicional para a comunidade e fortalecimento de laços entre as pessoas, as hortas comunitárias devem ser incentivadas. O contato com a terra e as plantas faz parte da essência do ser humano.

QUAIS OS PASSOS PARA CRIAR UMA HORTA COMUNITÁRIA?

Ficou inspirado (a) e pretende criar uma horta comunitária? Então siga os passos a seguir:

1) CONVERSE COM A COMUNIDADE

Já que a horta é comunitária, é importante que primeiramente você converse com todos os interessados a participarem do projeto. Quanto mais gente quiser colaborar, melhor!

Comente com eles os benefícios que a horta comunitária pode trazer e como isto pode unir mais os moradores da região.

Marque uma reunião e esclareça os seus objetivos e como alcançá-los.

Lembre-se que para conseguir colocar o projeto em ação, você precisará que todos aprovem e que estejam cientes.

2) ESCOLHA UM BOM LOCAL

Local ideal para plantar
Imagem de PierreGilbert por Pixabay

Agora que você já tem o apoio da comunidade no projeto, é o momento de encontrar um local apropriado. Há espaços que aparentemente são abandonados, mas lembre-se que toda a terra tem um dono e para dar prosseguimento, o projeto da horta deverá ser formalizado em um contrato de utilização.

Escolha um ambiente aberto que forneça a infraestrutura necessária para fazer o cultivo. Ele deve ser de fácil acesso para que todos possam visitar e colaborar com a manutenção da horta.

Se o espaço for escasso, uma dica é montar um canteiro com tijolos, canteiros prontos ou até mesmo fazer uma horta vertical.

3) DECIDA O QUE CULTIVAR

O próximo passo é decidir qual será o foco da horta comunitária, ou seja, qual o tipo de alimento que será cultivado e o que será feito com ele.

Por exemplo, os ingredientes produzidos podem ser vendidos com o intuito de arrecadar dinheiro para um projeto futuro da comunidade, ser doado para instituições carentes, servir de uso para os próprios moradores e assim por diante. Há uma infinidade de possibilidades que precisam estar bem definidas.

Além disso, também é necessário estabelecer quais os alimentos serão cultivados. Para isto, é importante levar em consideração o espaço que estará disponível. Se for um ambiente menor, o mais ideal é plantar alguns temperos e hortaliças. Se o local for mais amplo, isto permite o cultivo de legumes.

4) ESTIPULE O ORÇAMENTO

O próximo passo é definir qual será o orçamento para a criação da horta comunitária. Então anote tudo o que é necessário para colocar o projeto em prática.

Não há um valor médio de custo, isto depende do espaço e dos tipos de alimentos que pretende-se cultivar.

Converse com os moradores da região para estipular os gastos e para verificar se há recursos disponíveis para isto.

Nesta etapa, é bom também se informar com alguma pessoa mais habilitada nesta área, que pode lhe auxiliar na criação da horta por meio de sugestões que darão um melhor direcionamento.

5) BUSQUE RECURSOS

Agora que você já sabe o quanto é necessário investir para colocar o projeto em ação, é necessário arrecadar o dinheiro necessário. Você pode combinar com os moradores de fazer um bazar, um evento colaborativo ou até mesmo conseguir uma parceria com outras instituições como escolas e hospitais.

Analise quais são as leis de incentivo presentes em usa região e use-as a seu favor.

6) LEGALIZE O PROJETO

Todo e qualquer projeto deve ter a autorização do poder público local para que possa ser colocado em ação, principalmente se este envolve a participação da comunidade. A prefeitura da região pode lhe informar sobre quais os documentos necessários para formalizar o projeto da horta.

7) ORGANIZE O TRABALHO

Para criar e manter a horta é preciso da cooperação e da solidariedade de todos. Organize as funções, defina as responsabilidades de cada um e faça escalas.

Mas lembre-se, o mais importante de tudo, é que os moradores trabalhem na horta com todo o prazer e de coração aberto.

Estes foram os passos para criar uma horta comunitária. Agora que você sabe o caminho a seguir, só basta ter iniciativa. Adote esta ideia!